Grupo 10 se nega a conceder aumento real aos trabalhadores

O grupo 10, historicamente o mais difícil de negociar, não chegou ao reajuste de 5%, índice aprovado pelos trabalhadores da base da FEM-CUT/SP.

O G10 é composto por empresas não organizadas em sindicatos patronais. A bancada é liderada pelo Departamento de Relações Sindicais da Fiesp, o DESIN, o último acordo com o grupo foi fechado em 2015.

 

Agência de notícias da FEM-CUT/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top