FEM-CUT/SP assinou Convenção Coletiva com a Estamparia

Após diversas rodadas de negociação, a Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT São Paulo, a FEM-CUT/SP, chegou a um acordo com a bancada patronal da Estamparia.  A Convenção Coletiva de Trabalho, foi assinada na sede da FIESP, em São Paulo

Além da renovação das cláusulas sociais e a manutenção dos direitos dos trabalhadores, o reajuste garantido é de 5,19% em duas vezes, sendo 3,64% retroativo a setembro e 1,5% em março sobre o salário de fevereiro.

“Foi muito trabalhoso, iniciamos as negociações ainda no primeiro semestre, o patronal insistia em ajustar o salário apenas pelo INPC, 3,64%, sem aumento real, mas nosso compromisso desde o início da Campanha sempre foi a conquista do aumento real e conseguimos”, declarou o presidente da Federação, Luiz Carlos da Silva Dias, o Luizão.

Entre outras garantias, a CCT assinada assegura que as empresas discutam previamente com os sindicatos sobre a contratação de trabalhadores em jornada intermitente e que gestantes ou lactantes não trabalharão em local comprovadamente insalubre. A convenção tem validade por um ano.

 

Fonte: Agência de notícias da FEM-CUT/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top