FEM-CUT/SP faz balanço das negociações

A menos de 10 dias da data-base, dirigentes da Federação dos Sindicatos de Metalúrgicos da CUT São Paulo, a FEM-CUT/SP, e de sindicatos filiados se reuniram para debater a situação da Campanha Salarial 2018 e definir passos futuros. Os dirigentes também produziram propostas para o enfrentamento ao ataque patronal. “Nosso objetivo é manter os direitos dos trabalhadores via Convenção Coletiva de Trabalho e tudo que foi debatido seguiu esta linha”, explicou Luiz Carlos da Silva Dias, o Luizão, presidente da FEM-CUT/SP.

 

Balanço

 

Os grupos 2 (maquinas, equipamentos elétricos e eletroeletrônicos), 3 (autopeças, parafusos e forjaria) têm as negociações mais avançadas. Em ambos os grupos o debate está em torno de ajustes de redação e do pleito pela neutralização de contratos intermitentes via CCT. Sindratar, Fundição, Sindicel e Grupo 8-2 avaliaram a pauta dos trabalhadores e devem retornar sobre as reivindicações após a assembleia de cada sindicato patronal. Grupo 10 ainda não iniciou as negociações.

 

Agência de notícias da FEM-CUT/SP

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back To Top