CUT, 34 anos: o sonho da classe trabalhadora continua sendo construído

Compartilhe

Nós temos um sonho. É um sonho de classe, coletivo, que começou a ser construído há 34 anos. No dia 28 de agosto de 1983 nascia a Central Única dos Trabalhadores (CUT), a principal organização sindical da história do Brasil e uma das mais significativas do mundo.

 

Desde então, a CUT tem exercido papel fundamental para consolidar a unidade da classe trabalhadora. Ao longo dessas mais de três décadas, acumulamos significativas conquistas coletivas, como o retorno da democracia no Brasil e os avanços na legislação trabalhista, que asseguraram direitos e abriram caminho para o fortalecimento das entidades sindicais filiadas à CUT.

 

A CUT encurtou distâncias, ao atuar em todos os Estados e regiões deste país continental. Uniu trabalhadores do campo e da cidade, ao contribuir decisivamente para a consciência de que só a unidade da classe trabalhadora nos fará avançar. E nos deu o principal ingrediente para viabilizar esse sonho: a solidariedade de classe.

 

Esta solidariedade nos fez forte e é o que nos move cotidianamente. É ela que nos tem feito resistir aos ataques que temos sofrido ao longo destas mais de três décadas por parte daqueles que sempre quiseram nos dividir e nos enfraquecer. É ela que nos trouxe importantes vitórias e avanços.

 

Passamos também por vários momentos difíceis desde aquele 28 de agosto de 1983 e hoje certamente estamos vivendo o mais difícil deles, com o retrocesso imposto pelo golpe parlamentar-empresarial-midiático que feriu a democracia no país e com a tentativa de dizimar direitos conquistados com muita luta.

 

O fim das políticas públicas, o desmonte do Estado e da soberania nacional, a reforma trabalhista e a tentativa de acabar com a aposentadoria são os principais elementos do golpe. E estes são os principais desafios a serem vencidos pela classe trabalhadora, com consciência, solidariedade, coragem e muita disposição para seguir em frente.

 

Sempre soubemos da importância do enfrentamento diário contra o capital, porque temos a consciência de que só a luta de classe poderá transformar o nosso sonho em realidade, que é a conquista do socialismo.

 

Em nome dos metalúrgicos e das metalúrgicas que representamos, parabenizamos a CUT por seus 34 anos de lutas e conquistas e por continuar sendo esse polo aglutinador da nossa ação diária enquanto classe.

 

Somos fortes! Somos CUT!

 

Brasil, 28 de agosto de 2017.

 

Paulo Cayres

Presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos da CUT


Compartilhe

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *